segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

.♥`·.♥`·.♥`·.♥`·.♥`·.♥`·.♥`·.♥`·.♥`·.♥`·.♥`·.♥`·.♥

Sou flor no jardim do teu viver
Sou flor, desabrochando a cada manha no teu amor
E meu néctar a ti entrego
Meu reino te pertence. És meu Imperador!
Sou teu aconchego, tua luz, teu caminho
Mistério, esperança , sonhos
Sou perfume embriagante de vontades
Sou pétalas de suave amor
No teu desejar nunca murcho...renasço
Minhas folhas , teu quente cobertor
Sou flor em botão, flor em pétalas
Sou flor arremessada, mulher amada
Sou antes, sou agora, sou depois
No teu jardim imenso de amor... sou tua flor
.... somente Tua

Suspira óh bela flor Admirada por sua beleza Amada por seu resplentor O resplendor não nasce em si mesma Nasce da luz daquele que a criou Para que todos a admirassem e vissem em sua beleza, a perfeição do seu Criador. O brilho que há em ti Ninguém pode tirar Tentará o sol, a chuva, a tempestade... Mas ninguém conseguirá. Chamada fostes para ser e fazer diferença Em qualquer jardim que a forem plantar E em Ti perpetuará a certeza Que seja onde for, sua luz sempre irá brilhar...

Sinto-me acorrentada como uma flor Sem perspectivas de enraizar Sem poder sentir teu calor Minhas pétalas estão a murchar (Flor) No jardim da existência Não estás sozinha a viver Minha sombra te alivia E meu sol vai te aquecer. (Perfume) Continuo com minhas lágrimas regar-te Mas sinto que o aroma esta a enfraquecer E mesmo que possas perdoar-me Peço que me faças te esquecer (Flor) Esquecer-te é impossível Pois do meu pensamento não sai Mesmo que o tempo me afaste de ti Onde fores, contigo meu coração vai. (Perfume) Levo o teu coração onde for Mas te peço com fervor Que aceites o dilema Da existência dessa flor (Flor) Flor, tu és minha paixão Que o tempo não pode apagar Regar-te-ei com meu amor Nesse jardim, sob a luz do luar. (Perfume) Sob a luz do luar todo meu perfume a ti vou entregar... (Flor)














Tudo o que desejo,é ser como uma flor!... Ser na vida uma rosa, Pétala a pétala desfolhada... saciando os teus desejos Como o ar que respiro, poder caminhar ao relento, Livremente! Embriagar-me em mil beijos Trocados, largados ao vento! E com lágrimas cintilantes Poder dizer-te: Sinto-te em mim Quando vou adormecer!...















Desfolho-me... e pétala a pétala deito o descobrir da minha pele nas tuas mãos e escorrego o sabor do meu suor nos teus lábios ainda secos * Começo a acordar-me no sorriso que descubro na ponta dos teus dedos e escuto o sussurro dos teus poros já abertos sorrio-te e entrego-me Suspiro...


 






















*





























4 comentários:

  1. Palabras para quê, é uma doce flor pois então. E mais num digo que se me tolda a tola e a boca fica entorpecida.

    ResponderExcluir
  2. É aqui que moras no teu mundo de sonhos.
    É aqui que vives entre saudades e silencios
    Onde tua pele de rosa com sabor a hortelã transpira seu amor...
    Te procuro sempre no meu silencioso caminhar
    Trago rosas Azuis para te deixar
    Onde colhi? No meu Mar...

    ResponderExcluir
  3. As tuas palavras encantadas têm perfume porque são flores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um beijo perfumado para o meu amigo do coração.

      Excluir